hd porno
PUB
PUB

Gramática - Advérbio

Há certas palavras que servem para modificar a significação dos verbos, dos adjectivos e de outros advérbios. Essas palavras chamam-se, em gramática, advérbios:

O João veio aqui.

A Maria chegou hoje de Lisboa.

A mobília ficou disposta perfeitamente.

O fato é muito bem feito.

Este queijo está muito bolorento.

Os advérbios, segundo a sua significação, dividem-se em:

1.º advérbios de tempo:

Ontem fomos tarde à praia, hoje iremos cedo à praia, amanhã voltaremos à praia.

João, vem já! Agora não posso. A minha mãe não me deixa sair antes de jantar.Quando vens? Logo também cá está o Raimundo e outro amigo, que nunca veio a minha casa. O Fernando vem sempre. — Vou depois de jantar e ainda aí os encontro.Vem, que então vamos divertirmo-nos muito. 

Se continuas a correr como ora corres, jamais ganharás uma competição.

2.º advérbios de lugar:

Vem para aqui, porque está muito sol; ou vamos para ali, que há mais sombra. E se fôssemos para além? Abaixo do socalco, para aquém do castanheiro, é um sítio muito agradável. Vamos então para lá.

O João está fora do alpendre, e o Rogério está dentro. Acima do meu quarto estão as águas-furtadas. Diante da casa há um jardim e atrás fica uma horta. Onde está o poço, está também o tanque, e não muito longe está uma lago com peixes. Perto andam sempre as pombas cujo pombal fica defronte.

O Tomás foi a algures? Está cá: não foi a nenhures.

3.º advérbios de quantidade:

Este poço é muito fundo. Esta poça é pouco funda, mas o charco ainda é menos. O mar, em alguns pontos, é assaz profundo.

O carro andou bastante. Gosto bastante de uvas e não gosto nada de maçãs.

Tanto vale o milho do saco como o da arca.

Julguei que não tivéssemos tão grande quantidade de castanhas.

Esta lata tem quase o mesmo azeite que aquela.

Apenas temos este chá: é preciso comprar mais. (Nesta frase, a palavra mais não é advérbio de quantidade. Emprega-se em vez de chá, e tem por isso o valor de pronome indefinido.)

Aprecio mais o chá do que o café.

Quão alta é aquela serra!

4.º advérbios de modo:

como eu disponho os objectos do toucador. Amanhã vais dispô-los assim.

Esse lenço está bem lavado, mas este está mal, e aquele também.

Vai devagar, olha que assim podes cair.

Este caminho está melhor calcetado, aliás não viríamos por ele, porque um piso mal arranjado dificilmente se suporta.

Cheguei apressadamente, porque é tarde.

Podem construir-se inúmeros advérbios com a terminação –mente. Basta juntar essa terminação a um adjectivo: 

Ex.: feliz felizmente; português portuguesmente; duro ou dura duramente; teimoso ou teimosa teimosamente; rico ou rica ricamente.

Quando se empregam sucessivamente dois ou mais advérbios terminados em –mente, só no último é que a terminação aparece:

João apresentou-se pobre, triste e humildemente, por causa do que tinha acontecido.

5.º advérbios de afirmação:

Perguntas-me se gostei do livro que me emprestaste. Sim, gostei.

Acompanhas-me?Seguramente!

Efectivamente, encontrei o meu primo e dei-lhe o teu recado.

Cumpriste a tua palavra?Certamente!

6.º advérbios de negação:

Não quero.

Não vais com ele?Nunca! E voltas lá?Jamais!

7.º advérbios de dúvida:

Talvez vá hoje a casa do Rodrigo. Se acaso vier o Gilberto, vamos passear os dois.

Este azeite é quiçá melhor que o de ontem.

8.º advérbios de demonstração ou designação:

Eis a encomenda que esperávamos.

Querias cravos bonitos: ei-los.

Note as seguintes frases em que aparecem conjuntos de palavras ou expressões com o valor de advérbios:

Neste momento, meu pai deve estar a chegar a Lisboa, onde foi de propósito para esperar o meu tio, que veio à pressa do Brasil, a conselho dos médicos. Em breve estarão os dois no Porto, e portanto depressa os abraçaremos.

O meu irmão foi, às escondidas, mexer no candeeiro. De castigo, teve de se deitar às escuras.

O sumo da laranja azeda é porventura mais desagradável que o do limão.

As expressões que têm o valor de advérbios chamam-se locuções adverbiais.