hd porno
PUB
PUB

Género - Formação do feminino dos substantivos e dos adjectivos

Os substantivos e adjectivos que no masculino terminam em –o, formam o feminino mudando o –o em –a (ex.: raposo matreiro raposa matreira; pombo branco pomba branca; menino engraçado menina engraçada; médico cuidadoso médica cuidadosa; macaco feio macaca feia). Alguns substantivos, que no singular terminam em –o, têm uma palavra diferente para o feminino, e outros têm diferentes terminações (ex.: marido - mulher; genro - nora; padrasto - madrasta; carneiro - ovelha; padrinho - madrinha; macho [ou mulo] - mula; diácono - diaconisa; melro - mélroa; galo - galinha; avô - avó).

Alguns substantivos e adjectivos terminados em –ão perdem o o para formar o feminino (ex.: irmão - irmã; temporão - temporã; chão (simples, fácil) - chã, coimbrão - coimbrã; cidadão - cidadã; alemão - alemã; anão - anã, ancião - anciã). Alguns substantivos e adjectivos que no masculino terminam em –ão mudam o –ão em –oa para formar o feminino (ex.: leitão - leitoa; melão - meloa; patrão - patroa; pavão - pavoa; hortelão - horteloa; abegão - abegoa; beirão - beiroa). Alguns substantivos e adjectivos que no masculino terminam em –ão mudam o –ão em –ona para formar o feminino: (ex.: glutão - glutona; babão - babona; comilão - comilona; beberrão - beberrona; valentão - valentona; rabão - rabona; pedinchão - pedinchona; mandrião - mandriona). Alguns substantivos que no masculino terminam em –ão têm uma forma diferente no feminino (ex.: barão - baronesa; cão - cadela; ladrão - ladra ou ladrona (na linguagem popular); lebrão - lebre; perdigão - perdiz; tecelão - tecedeira ou tecelona; zângão - abelha).

Os nomes terminados em –u tomam no feminino a terminação –a. Os nomes terminados em –eu formam geralmente o feminino mudando o –eu em –eia. Os nomes mau e réu perdem o u para formar o feminino, tomando o a de mau acento agudo. Judeu e sandeu mudam –eu em –ia, e ilhéu muda –éu em –oa. (Ex.: peru - perua; cru - crua; mau - má; europeu - europeia; pigmeu - pigmeia; plebeu - plebeia; sandeu - sandia; judeu - judia; réu - ré; ilhéu - ilhoa).

Os nomes terminados em –or formam geralmente o feminino juntando-se-lhe a terminação –a (ex.: professor - professora; autor - autora; inspector - inspectora; doutor - doutora; tranquilizador - tranquilizadora; director - directora; prometedor - prometedora). Esta regra tem algumas excepções: a) cantador - cantadeira; caiador - caiadeira; cardador - cardadeira; bailador - bailadeira; comendador - comendadeira; vendedor - vendedeira; dançador - dançadeira; lavrador - lavradeira; b) actor - actriz; embaixador - embaixatriz; motor - motriz; imperador - imperatriz; c) prior - prioresa.

Os nomes terminados em –ês formam o feminino juntando-se-lhe a terminação –a (ex.: marquês - marquesa; português - portuguesa; camponês - camponesa; braguês - braguesa; camoês - camoesa; montês - montesa. Cortês e pedrês são uniformes (ex.: homem cortês [delicado] — senhora cortês; galo pedrês galinha pedrês).

Os substantivos terminados em –z são, em geral, comuns de dois, à excepção de palavras como andaluz, aprendiz, juiz e petiz, que têm forma feminina: andaluz - andaluza; aprendiz - aprendiza; juiz - juíza; petiz - petiza. Os adjectivos terminados em –z são uniformes (ex.: cavalo veloz égua veloz; leão feroz leoa feroz; aluno perspicaz menina perspicaz; rapazinho lapuz rapariga lapuz).

Indicamos seguidamente o feminino de alguns substantivos não compreendidos naqueles de que já falámos: abade - abadessa; alcaide - alcaidessa; bode (ou chibo ou chibato) - cabra; conde - condessa; cônsul - consulesa; deus - deusa; dom - dona; duque - duquesa; elefante - elefanta (ou aliá); frade - soror (ou sóror); frei (freire) - freira; herói - heroína; hóspede - hóspeda; infante - infante (ou infanta); mestre - mestra; monge - monja; papa - papisa; parente - parenta; poeta - poetisa; profeta - profetisa; príncipe - princesa; rapaz - rapariga; rei - rainha; sacerdote - sacerdotisa; sultão - sultana; visconde - viscondessa; zagal - zagala. Pelos exemplos anteriores, verifica-se que o feminino e o plural dos nomes adjectivos se formam segundo as mesmas regras da formação do feminino e do plural dos nomes substantivos.