hd porno
PUB
PUB

Gramática - Tempos dos verbos

Quando as formas do verbo exprimem a actualidade do que se afirma, o tempo é o presente, isto é, o que passa:

Eu leio.

Tu estudas.

Ele come.

Quando exprimem que já está completamente realizado o que se afirma, o tempo é perfeito ou pretérito, isto é, passado:

Eu estudei.

 Ele comprou um livro.

Ela passeou.

Quando as formas do verbo exprimem factos que hão-de realizar-se no tempo que há-de vir, o tempo é futuro.

O presente, o perfeito e o futuro têm o nome de tempos principais ou primários.

Quando o verbo exprime um tempo em que a acção não estava terminada ou acabada num momento dado, o tempo chama-se imperfeito:

Eu acabava o meu trabalho quando tu passaste.

Quando o verbo exprime um tempo em que a acção já está acabada no momento em que se deu um facto, também já passado quando se fala, esse tempo chama-se mais-que-perfeito:

Eu já lera (ou tinha lido) o livro, quando bateste à porta.

Quando o verbo exprime o tempo em que uma acção não se realizou, mas se realizaria se uma certa condição se tivesse dado, esse tempo chama-se condicional:

Eu sairia, se não chovesse.

Tu virias, se eu te chamasse.

Além dos tempos principais ou primários, há mais outros três tempos chamados secundários ou históricos, e que são, como se viu, o imperfeito, o mais-que-perfeito e o condicional.