Em resposta às solicitações de várias empresas, a Priberam concebeu os Componentes FLiP como um conjunto de módulos que podem ser individualizados e integrados noutros produtos e serviços, on-line ou off-line, potenciando um conjunto de novas funcionalidades com um baixo investimento.
 
Estes componentes, que incluem para já um corrector ortográfico, um corrector sintáctico, um analisador morfológico e um conjugador de verbos, permitem a outras empresas ter acesso a mais de dez anos de investigação e desenvolvimento na área da linguística e incorporar nos seus produtos tecnologia robusta, testada por dezenas de milhares de utilizadores.

Como exemplos de utilização destes componentes podem citar-se a correcção ortográfica e sintáctica integrada em serviços de webmail, em programas de entrada de dados ou em motores de pesquisa. Estudos internacionais revelam que cerca de 20% dos resultados nulos obtidos nos motores de pesquisa se devem a erros ortográficos ao introduzir a pesquisa. A experiência da Priberam nesta área com o Dicionário da Língua Portuguesa On-line e o LegiX.pt confirma esta estatística. No caso destes serviços, em que o componente de correcção ortográfica foi incluído, quando o utilizador se engana a escrever aquilo que procura, em vez de o resultado ser simplesmente nulo, surge uma mensagem de alerta e é apresentado um conjunto de sugestões de correcção.

Da mesma forma, a integração do componente de análise morfológica nos sistemas de indexação e pesquisa de informação, tão comuns na Internet, permite, por exemplo, que um texto que inclua uma determinada palavra no plural ou no feminino seja identificado numa pesquisa pela mesma palavra na sua forma singular ou masculina. Esta e outras tecnologias são comuns em motores de pesquisa e produtos para o comércio electrónico, mas apenas para a língua inglesa. Para o português não existem produtos com este tipo de funcionalidades integradas, pelo que este componente FLiP permite obter resultados muito mais satisfatórios.

Concurso de software Microsoft 

Depois de o FLiP 97 ter vencido a 2ª edição do Concurso de Software da Microsoft na área da Educação, os Componentes FLiP ganharam o primeiro prémio da 4ª edição deste concurso na área da Ciência.