PUB
PUB
regência do verbo permitir [Estruturas argumentais]

A minha dúvida prende-se com o uso do verbo permitir. Está correta a seguinte afirmação: Estes sapatos permitem aos pés descansarem? Tive uma teima com uma colega também tradutora que afirma que a frase está errada e que deveríamos escrever: Estes sapatos permitem que os pés descansem. Quanto à segunda variante não tenho quaisquer dúvidas. Na primeira variante, por favor digam-me se está errada e se sim, porquê?
Sérgio das Neves (Portugal)

Ambas as frases que refere (Estes sapatos permitem aos pés descansarem e Estes sapatos permitem que os pés descansem) estão correctas e têm o mesmo significado.

No caso da frase Estes sapatos permitem aos pés descansarem, o verbo permitir selecciona dois argumentos: um argumento preposicionado (aos pés), que desempenha a função sintáctica de complemento indirecto, e um argumento não preposicionado (descansarem), oração infinitiva que desempenha a função sintáctica de complemento directo. No caso da frase Estes sapatos permitem que os pés descansem, o verbo permitir selecciona apenas um argumento não preposicionado (que os pés descansem), oração subordinada completiva que desempenha a função sintáctica de complemento directo.

Bibliografia: Winfried BUSSE (coord.), Dicionário Sintáctico de Verbos Portugueses, Coimbra, Almedina, 1994.
João Malaca CASTELEIRO (dir.), Dicionário Gramatical de Verbos Portugueses, Lisboa, Texto Editores, 2007.
Francisco FERNANDES, Dicionário de Verbos e Regimes, 44.ª ed., São Paulo, Globo, 2001.
João Andrade PERES e Telmo MÓIA, Áreas Críticas da Língua Portuguesa, Lisboa, Editorial Caminho, 1995, pág. 135.

Cláudia Pinto, 18/05/2017

Notas:

  1. As respostas são datadas e escritas segundo a ortografia da norma europeia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990.
  2. A base do dicionário foi alterada a 1 de Abril de 2009, pelo que as referências em dúvidas anteriores a esta data podem não corresponder ao conteúdo actual. As respostas sobre questões ortográficas são maioritariamente baseadas na norma ortográfica portuguesa de 1945, contendo as respostas mais recentes indicações sobre a ortografia antes e depois do Acordo Ortográfico de 1990.
  3. A bibliografia utilizada está disponível aqui.