Dúvidas Linguísticas

PUB
PUB

Se tiver uma dúvida relacionada com a língua portuguesa, o utilizador pode pesquisar e consultar as respostas disponíveis nesta secção, que abrangem questões tão variadas como definições de palavras, dúvidas sintácticas, origem de palavras, conjugações verbais, hifenização de palavras compostas, bem como outras dúvidas lexicais, semânticas e sintácticas.

18/07/2011
Quando alguém espirra, deve-se dizer "santinho" independentemente de ser homem ou mulher? Ou devemos dizer "santinha" no caso de se tratar de uma mulher?

08/07/2011
Com o novo acordo ortográfico, como fica o verbo "prover" na terceira pessoa do plural no presente do indicativo? "proveem" (assim como ver -> veem) ou "provêem"?

27/06/2011
Devemos colocar um hífen a seguir a "não" em palavras como "não-governamental"? "Não governamental" é igual a "não-governamental"? O novo Acordo Ortográfico de 1990 muda alguma coisa?

21/06/2011
Consultei o verbo ungir no Dicionário Priberam e o mesmo está conjugado como se fosse verbo irregular, mas o referido verbo eu aprendi como verbo defectivo que não se conjuga na primeira pessoa do presente do indicativo. Houve alguma mudança nesse sentido? Aguardo.

07/04/2011
Não há qualquer erro ou falta em ortografia se continuarmos a escrever da mesma forma que anteriormente a este acordo, certo?

06/04/2011
Como se deve dizer? Filhó (singular) Filhós (plural) ou Filhós (singular) Filhoses (plural)?

06/04/2011
Para meu total espanto venho a verificar que termos ingleses como download, link, email, site estão incluídos no dicionário português da Priberam, como é que é possível que isto aconteça, quando estes termos têm logo tradução directa? Mas ainda mais inverosímil é como é que vão palavras inglesas para um dicionário português? Só porque alguns fazem o uso destes termos? Porque são usados num contexto informático?
Bem, lá porque uns fazem uso destes termos na seu quotidiano, ou porque outros preferem não tradução estes termos em contextos informáticos, não quer por isso dizer que tenha que se ir logo a correr inclui-los no dicionário português! Eu nas traduções que faço tento ao máximo que tudo seja traduzido, até o termo hardware traduzo para material.
Sabiam que os nossos vizinhos europeus fazem questão de traduzir tudo para as suas respectivas línguas? Sabem que os franceses até o termo *web* traduzem? Sabem que eles sim defendem a sua língua e gostam de ser quem são? Ao contrário de nós (alguns) que detestam ser portugueses e vão logo na primeira moda?!? Mas como é que isto pode ser possível num Portugal de hoje?!? Mais vale de uma vez por todas começarmos a falar inglês, não?!

04/04/2011
Seríssimo ou seriíssimo?

25/03/2011
Relativamente às entradas e co- do dicionário, tenho duas dúvidas que gostaria me pudessem esclarecer:
1.ª Em que base do Acordo Ortográfico de 1990 se especifica que as contrações deixam de levar acento grave?
2.ª Se co- leva hífen antes de h, por que motivo é coabitação e não pode ser coerdeiro? Adicionalmente, creio que no Acordo Ortográfico de 1990 se estabelece que co é exceção, e não leva hífen antes de o.

24/03/2011
Tenho uma dúvida relativamente ao novo acordo ortográfico. Será que alguém me pode explicar de forma convincente porque é que a palavra "pára" (3ª pess. sing. pres. ind. de parar e 2ª pess. sing. imp. de parar) terá a sua grafia alterada para "para"?
Não bastavam já todos os outros exemplos na língua portuguesa em que diferentes palavras têm a mesma grafia, mudando a sua pronúncia para alterar o significado? A final o novo acordo ortográfico serve para simplificar ou para complicar?
Não quero dizer que muitas das coisas do novo ortográfico não fazem sentido, por muito que nos custe alterar a forma como nos ensinaram a ler e a escrever, mas é por causa destes exemplos, no meu ver, completamente estúpidos, que o novo acordo perde credibilidade e fará com que muita gente se recuse a aplicá-lo.

Ant. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 Próx.