Dúvidas Linguísticas

PUB
PUB

Se tiver uma dúvida relacionada com a língua portuguesa, o utilizador pode pesquisar e consultar as respostas disponíveis nesta secção, que abrangem questões tão variadas como definições de palavras, dúvidas sintácticas, origem de palavras, conjugações verbais, hifenização de palavras compostas, bem como outras dúvidas lexicais, semânticas e sintácticas.

14/10/2020
Na definição da palavra "vinil" (https://dicionario.priberam.org/vinil), no ponto 3 apresentam o seguinte texto:
"Disco fonográfico feito desse material (ex.: tinha todos os vinis do seu músico preferido)."
Ora, esta palavra (vinis) simplesmente não existe. Assim como é errado usar a palavra vinil para se referir a um disco de vinil. Vinil é apenas o material do qual os discos são feitos. O exemplo que apresentam é muito usado actualmente, mas infelizmente está incorrecto. Assim, o termo certo para se referir a este fonograma é "disco" ou "disco de vinil". Nunca "um vinil" e muito menos "os vinis".

07/08/2020
Gostaria de saber se a palavra "pão-alho" está correta, procurei no vosso dicionário e não encontro e na Internet aparece "pão de alho" ou "pão d'alho". Podia clarificar? Obrigado.

06/07/2020
Acabo de reparar que nas Definições - Acordo Ortográfico de 1990 - Variedade do Português - distinguem-se duas Normas, uma Europeia e outra Brasileira. A minha pergunta é: Porque é que a norma utilizada em PORTUGAL é designada por norma europeia - que eu saiba não existe mais nenhum país na Europa cuja língua oficial seja o Português - quando a norma utilizada no Brasil é designada por norma brasileira e não sul americana?
Vejo isso como uma descriminação em relação ao país onde nasceu a língua portuguesa. Já encontrei na internet entidades, que ganham dinheiro a ensinar a língua portuguesa, a afirmar que o português falado no Brasil é mais puro do que aquele que é falado em Portugal. Duvido que as entidades brasileiras aceitassem de braços caídos que a versão da língua portuguesa que eles falam fosse designada como Norma Sul Americana.

06/05/2020
Gostava de saber se a vossa ferramenta FLiP pode corrigir palavras com especificação de gênero, sugerindo palavras que não especificam gênero masculino ou feminino. Por exemplo, a correção de "menino" para "menine", para ser neutro.

09/03/2020
Vi a seguinte publicação (facebook.com/aldina.duarte/posts/10222735970893409) numa rede social sobre a definição de "fadista" como sinónimo de pessoa de "baixa condição" ou de "prostituta". O que tem a Priberam a dizer sobre isto?

11/02/2020
Vi a definição de ideal e constava "conjunto imaginário de perfeições que não podem ter realização completa". Queria confirmar com vocês, no caso, se o verbo "poder" não deveria conjugar com "conjunto"? Desta forma, seria "o conjunto não pode" ao invés de "o conjunto não podem". Ou existe a possibilidade de se concordar com "perfeições"? Me soa como o mesmo caso de conjugar "a maioria", em que também o verbo vai para o singular.

28/01/2020
No outro dia escrevemos um pequeno texto: "Imagine um jardim, a casa solarenga, o lago, espaço... tranquilidade, perto de tudo." que pretendia, de forma informal (um pequeno anúncio no Facebook) ser a introdução para uma pequena descrição de uma propriedade que estando orientada a sul, é "banhada" por sol todo o dia. Consultando a vossa página: https://dicionario.priberam.org/solarengo achámos que seria uma palavra, dado o contexto informal, que se adaptava. Houve imensos comentários a falar sobre o significado de Solarengo e que a palavra devia ser "soalheira" pois solarenga classificaria a propriedade como uma casa nobre, apesar que as fotos apresentadas nada se relacionarem com uma casa nobre. De qualquer forma, pesquisámos em outros dicionários e outros locais e gostaria de ter um comentário vosso pois as informações sobre o significado da palavra Solarengo - Soalheiro parecem divergir significativamente.

05/09/2019
O VOLP, os dicionários Houaiss, Aurélio e Priberam registram o verbete "norma-padrão", com hífen. A mesma grafia é encontrada nas gramáticas da Língua Portuguesa de autores brasileiros. Por outro lado, nenhuma das fontes acima citadas registra ou usa a forma "norma-culta", com hífen. Nas gramáticas, só aparece "norma culta", sem hífen. Qual seria a explicação para o uso do hífen em "norma-padrão" e o não uso do hífen em "norma culta"?

07/08/2018
Tenho uma dúvida com respeito a expressão "nada obstante". Ela é uma expressão de valor concessivo ou adversativo? Em que fontes bibliográficas os senhores me recomendariam pesquisar as definições de "nada obstante"?

27/07/2018
A palavra "inuendo" não existe em português? No sentido de ser algo com uma conotação específica (por exemplo, inuendo sexual). Eu sei que existe em inglês e tinha a ideia que em português também existia mas não está no Dicionário Priberam.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Próx.