PUB
PUB
regência do verbo saber [Estruturas argumentais]

Poderia me dar uma aula sobre a regência do verbo saber? É que eu não sei, por exemplo, quando usar ou não a preposição de. A propósito, conhece algum site na Internet em que se disponibilize gratuitamente um dicionário de regência verbal bom e completo?
Tomaz Lopes (Brasil)

O verbo saber pode ser usado como transitivo directo, transitivo indirecto, intransitivo e pronominal. Como transitivo directo, aceita complementos directos não introduzidos por preposição, que podem ser sintagmas nominais, orações completivas ou orações infinitivas, nas acepções “ter conhecimento de” (ex.: sabe sempre as últimas novidades; sabia que havia um caminho mais perto), “ser instruído em” (ex.: sabia muita filosofia), “ter capacidade ou talento para” (ex.: sabe nadar desde miúda), “ter consciência de” (ex.: ele sabe as responsabilidades que tem; sabia-a competente para aquele trabalho), “ter a certeza de” (ex.: já sabiam que a resposta ia ser negativa) ou “conservar na memória” (ex.: o seu filho sabia a tabuada de cor). Como intransitivo, é usado sem complemento directo ou indirecto, nas acepções “ter conhecimento de” (ex.: ia viajar, mas os amigos não sabiam) ou “ter determinado sabor” (ex.: o bolo sabe mal). Como pronominal, é usado na acepção “ter consciência de” (ex.: sabia-se capaz de lutar pelo que queria). Finalmente, como transitivo indirecto é usado com objectos indirectos iniciados pela preposição de, nas acepções “ter conhecimento de” (ex.: soube das notícias através de um amigo), “ser instruído em” (ex.: sabia muito de geografia) ou “solicitar uma informação” (ex.: foi à secretaria para saber da sua situação).

Existem algumas páginas na Internet que disponibilizam informação acerca das regências de alguns verbos. Para aceder a estas páginas, poderá realizar uma pesquisa num motor de busca com as palavras “dicionário regência verbal” ou “dicionário regências verbais”. No entanto, caso a informação disponibilizada na Internet não seja suficiente, poderá ainda consultar outras obras que indicamos na bibliografia utilizada na resposta às dúvidas linguísticas.

Pedro Mendes, 30/11/2005

Notas:

  1. As respostas são datadas e escritas segundo a ortografia da norma europeia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990.
  2. A base do dicionário foi alterada a 1 de Abril de 2009, pelo que as referências em dúvidas anteriores a esta data podem não corresponder ao conteúdo actual. As respostas sobre questões ortográficas são maioritariamente baseadas na norma ortográfica portuguesa de 1945, contendo as respostas mais recentes indicações sobre a ortografia antes e depois do Acordo Ortográfico de 1990.
  3. A bibliografia utilizada está disponível aqui.