PUB
PUB
diminutivos (II) [Flexão nominal]

Gostaria de saber o plural no diminutivo de avião: aviãozinhos ou aviõezinhos?
A. (Brasil)

O diminutivo de aviões é aviõezinhos.

Quando se apõem os sufixos -zinho e -zito aos plurais de substantivos ou adjectivos, o marcador de flexão -s desaparece da forma primitiva plural e surge apenas no final da nova formação (ex.: filme/filmes > filmezinho/filmezinhos; toalha/toalhas > toalhazinha/toalhazinhas; vinho/vinhos > vinhozito/vinhozitos). Isso é particularmente visível no caso de diminutivos plurais de palavras terminadas em ditongo (como é o caso de avião/aviões > aviãozinho/aviõezinhos, de leão,leoa > leãozinho,leoazinha/leõezinhos,leoazinhas ou de pão/pães > pãozito/pãezitos) mas também no caso de palavras terminadas em -l (ex.: dedal/dedais > dedalzinho/dedaizinhos; papel/papéis > papelzito/papeizitos; lençol/lençóis > lençolzinho/lençoizinhos), de palavras terminadas em -r (ex.: alguidar/alguidares > alguidarzito/alguidarezitos; flor/flores > florzinha/florezinhas; mulher/mulheres > mulherzinha/mulherezinhas) ou de palavras terminadas em -z (ex.: cruz/cruzes > cruzita/cruzezitas).

Note-se que, ao contrário de diminutivos plurais como aviõezinhos, pãezitos, dedaizinhos, papeizitos, lençoizinhos e cruzezitas, que mostram claramente um vestígio da forma plural primitiva - aviõe(s), pãe(s), dedai(s), papei(s), lençoi(s) e cruze(s) -, no caso dos diminuitivos plurais alguidarezitos, florezinhas ou mulherezitas esse vestígio da forma plural primitiva não se distingue claramente da forma singular primitiva na oralidade, apenas na escrita - alguidarzito/alguidarezitos, florzinha/florezinhas, mulherzita/mulherezitas. Por essa razão, é comum encontrar as grafias *florzinhas, *mulherzitas ou *amorzinhos (o asterisco indica forma incorrecta).

O mesmo não sucede quando se apõem os sufixos -inho e -ito aos casos mencionados acima, pois, com estes sufixos, verifica-se também a queda da vogal do radical, para além da queda da desinência de plural (note-se que não é comum gerar diminutivos em -inho/-ito de formas terminadas em ditongo [mãinha parece ser uma excepção]): filme/filmes > filminho/filminhos ; toalha/toalhas > toalhita/toalhitas; vinho/vinhos > vinhito/vinhitos ; dedal/dedais > dedalinho/dedalinhos ; papel/papéis > papelito/papelitos; lençol/lençóis > lençolinho/lençolinhos ; alguidar/alguidares > alguidarito/alguidaritos; flor/flores > florinha/florinhas; mulher/mulheres > mulherinha/mulherinhas.

Bibliografia: Evanildo BECHARA, Moderna Gramática Portuguesa, Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2002, pág. 127.
Pilar CUESTA, M.ª Albertina da LUZ, Gramática da Língua Portuguesa, Lisboa: Edições 70, 1971, pág. 380.
Celso CUNHA, Lindley CINTRA, Nova Gramática do Português Contemporâneo, 14.ª ed., Lisboa: Edições Sá da Costa, 1998, pág. 187.
Maria Helena Mira MATEUS et al., Gramática da Língua Portuguesa, Lisboa: Caminho, 2003, pág. 959.
Eduardo RAPOSO et al. (orgs.), Gramática do Português, 1.ª ed., vol. III, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2020, pp. 2894-2896 e p. 3121.
Paul TEYSSIER, Manual de Língua Portuguesa (Portugal-Brasil), Coimbra: Coimbra Editora, 1989, pág. 91.

Ver também: diminutivos (I), diminutivo de foto

Cláudia Pinto, 27/01/2023

Notas:

  1. As respostas são datadas e escritas segundo a ortografia da norma europeia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990.
  2. A base do dicionário foi alterada a 1 de Abril de 2009, pelo que as referências em dúvidas anteriores a esta data podem não corresponder ao conteúdo actual. As respostas sobre questões ortográficas são maioritariamente baseadas na norma ortográfica portuguesa de 1945, contendo as respostas mais recentes indicações sobre a ortografia antes e depois do Acordo Ortográfico de 1990.
  3. A bibliografia utilizada está disponível aqui.