PUB
PUB
comparativo de superioridade: melhor e mais bem [Flexão nominal]

Gostaria de saber em que situações se utiliza mais bem comportada e melhor comportada.
Sónia Carvalho

A dúvida colocada diz respeito à construção do grau comparativo de superioridade de uma locução construída com bem e adjectivo participial (isto é, um adjectivo que deriva do particípio passado de um verbo) feita com mais bem ou com o advérbio melhor. Não há regras rígidas para este uso, mas a utilização de mais bem em vez de melhor é considerada mais correcta por várias obras de referência como dicionários e prontuários (ex.: Este trabalho está bem executado, mas o anterior estava ainda mais bem executado). Esta observação também é válida para mais mal ou pior (ex.: Este trabalho está mal executado, mas o anterior estava ainda mais mal executado).

No entanto, esta reflexão pode ser ainda mais complexa, pois muitas destas construções com mal e bem seguidos de adjectivo participial correspondem muitas vezes a uma palavra composta (é o caso do exemplo bem comportada referido na dúvida colocada, que aparece registado na maioria dos dicionários como bem-comportada, e também do seu antónimo, malcomportada). Neste caso trata-se de uma palavra única e o comparativo deve ser construído da forma mais regular, isto é, antecedido da palavra mais para o comparativo de superioridade (ex.: mais bem-comportada, mais malcomportada), e da palavra menos para o comparativo de inferioridade (ex.: menos bem-comportada, menos malcomportada).

Ver também: comparativo de superioridade e de inferioridade, mais grande

Helena Figueira, 10/11/2004

Notas:

  1. As respostas são datadas e escritas segundo a ortografia da norma europeia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990.
  2. A base do dicionário foi alterada a 1 de Abril de 2009, pelo que as referências em dúvidas anteriores a esta data podem não corresponder ao conteúdo actual. As respostas sobre questões ortográficas são maioritariamente baseadas na norma ortográfica portuguesa de 1945, contendo as respostas mais recentes indicações sobre a ortografia antes e depois do Acordo Ortográfico de 1990.
  3. A bibliografia utilizada está disponível aqui.