PUB
PUB
singular de caracteres [Variação e mudança linguística / Lexicografia / Flexão nominal]

Eu introduzi o termo caracteres no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa para precisamente ver o que dizia no singular, e qual o meu espanto quando vejo que o singular de caracteres é carácter, que tem a ver com "cunho especial que distingue as coisas entre si". Eu penso/suponho que o singular de caracteres seja caracter sem o acento na letra 'a', senão terá o outro significado já dito. Peço a vossa correcção ou a devida explicação detalhada.
Zé (Portugal)

De facto, no português europeu (de Portugal) o singular de caracteres é carácter (ou caráter no português do Brasil). Com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990 ao português europeu, o par singular/plural é caráter/carateres, mas, no português do Brasil, o par singular/plural é sempre caráter/caracteres.

Na flexão carácter/caracteres encontramos um plural irregular que faz deslocar o acento tónico da sílaba -rá- de carácter para a sílaba -te- de caracteres. Isto acontece provavelmente por ser uma forma de derivação culta, a partir do latim character, -eris, correspondendo a acentuação em português a vogais longas do latim, quer no nominativo singular character, quer no plural charcteres.

Este fenómeno de deslocamento do acento na flexão do plural não é exclusivo da palavra carácter. O mesmo acontece frequentemente com as palavras júnior ou sénior, por exemplo, cujos plurais irregulares são juniores e seniores (com o acento tónico na sílaba -o-, juniores ou seniores). O plural desta palavra está na origem de um singular *junior ou *senior que, tal como caracter ou caractere, deverá ser evitado.

A palavra caractere tem muitas ocorrências, mas é ainda considerada uma forma desaconselhada no português de Portugal. Esta forma surgiu por dedução a partir do plural irregular, isto é, nos contextos de carácter em que a palavra aparece mais frequentemente no plural (por exemplo, os caracteres tipográficos, os caracteres de um texto, digitar caracteres), os falantes fizeram a regularização do singular a partir do plural irregular, por hipercorrecção, retirando a terminação do plural (-s) e mantendo a acentuação tónica do plural (caractere[s]).

Para o português do Brasil, a forma caractere surge já em vários dicionários (por exemplo no Dicionário Priberam, Dicionário Houaiss e no Dicionário Aurélio), com as acepções relativas a letras, tipos ou sinais, no domínio da tipografia e da informática. A edição portuguesa do Dicionário Houaiss (Círculo de Leitores, 2002) é a única obra lexicográfica portuguesa a registar caracter como palavra do português de Portugal, mas considera-a, no entanto, menos correcta do que carácter.

A palavra *caracter, apesar de ocorrer com frequência, não tem registo lexicográfico e deve ser evitada, quer no português de Portugal, quer no português do Brasil. O mesmo para a forma *caractére, com menos ocorrências, que apresenta acentuação gráfica irregular (as palavras graves, de um modo geral, não são acentuadas graficamente no sistema ortográfico português).

O FLiP (www.flip.pt) inclui um corrector ortográfico que permite resolver dúvidas semelhantes, ao detectar erros e formas desaconselhadas.

Helena Figueira, 18/10/2021

Notas:

  1. As respostas são datadas e escritas segundo a ortografia da norma europeia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990.
  2. A base do dicionário foi alterada a 1 de Abril de 2009, pelo que as referências em dúvidas anteriores a esta data podem não corresponder ao conteúdo actual. As respostas sobre questões ortográficas são maioritariamente baseadas na norma ortográfica portuguesa de 1945, contendo as respostas mais recentes indicações sobre a ortografia antes e depois do Acordo Ortográfico de 1990.
  3. A bibliografia utilizada está disponível aqui.