hd porno
PUB
PUB

Gramática - Verbos transitivos, intransitivos, reflexos e defectivos

Quando as acções significadas pelos verbos e praticadas pelo sujeito recaem sobre uma pessoa, uma coisa ou um animal, diz-se que esses verbos são transitivos:

Manuel empurrou o João.

Eu vi a Maria.

O Manuel podou as árvores.

O miúdo quebrou o prato.

O burro escouceou o vitelo.

Quando as acções significadas pelos verbos não passam a outra pessoa, a outra coisa ou a outro animal, diz-se que esses verbos são intransitivos:

João caiu.

António adormeceu.

O vidro rachou.

O gelo derreteu.

O cão ladra.

O rouxinol trina.

Quando as acções significadas pelos verbos recaem sobre quem as pratica, esses verbos dizem-se reflexos:

O Manuel magoou-se.

O cavalo assustou-se.

Há certos verbos de que se usam apenas algumas formas. Esses verbos chamam-se defectivos:

Nesta altura do ano amanhece às cinco horas.

Para o mês que vem anoitece mais cedo.

Ontem choveu.

Agora relampeja.

De manhã choveu.

De tarde nevou.

Dos verbos defectivos, aqueles que se usam unicamente na 3.ª pessoa do singular, como os dos exemplos acima, chamam-se impessoais.

Só se empregam as formas em que subsiste o i final do tema nos verbos defectivos adir (tomar conta de uma herança), colorir (pintar com cores qualquer objecto), emolir (desfazer a dureza, amolecer), empedernir (endurecer como pedra), extorquir (obter de alguém qualquer coisa pela força), falir (deixar de pagar por não ter com quê), florir (florescer, estar em flor), renhir (brigar, bulhar), retorquir (responder). Nenhum destes verbos tem as formas do presente do conjuntivo. As outras formas do presente do indicativo são as seguintes:

Adir: adimos, adis. Colorir: colorimos, coloris. Emolir: emolimos, emolis. Empedernir: empedernimos, empedernis. Extorquir: extorquimos, extorquis. Falir: falimos, falis. Florir: florimos, floris. Renhir: renhimos, renhis. Retorquir: retorquimos, retorquis.

Do verbo fremir (bramir, estremecer) usam-se somente as formas em que se mantém o i final do tema e aquelas em que o i é substituído por e. Também não tem presente do conjuntivo, e as formas do presente do indicativo são: fremes, freme, fremimos, fremis, fremem.

Do verbo soer (costumar, ter por costume) e do verbo precaver (acautelar-se, prevenir-se) usam-se as formas em que se mantém o e final do tema e aquelas em que esta vogal é substiuída por i. Assim:

 

PRESENTE: Indicativo: sóis, sói, soemos, soeis, soem; precaves, precave, precavemos, precaveis, precavem. Conjuntivo: não tem. PRET. PERFEITO: Indicativo: soí, soeste, soeu, soemos, soestes, soeram; precavi, precaveste, precaveu, precavemos, precavestes, precaveram.

O verbo remir só se usa nas formas em que se conserva o i do tema. Nas outras formas é substituído pelo verbo redimir. Assim: redimo, redimes, redime; remia; remi, remiste; remido; remindo, etc.